14/Dec/2017
Quinta-Feira - 14 de Dezembro de 2017
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Piauí vai ganhar parque tecnológico com apoio do Estado

Por: Roberto - 04/12/2017

313376974.jpg

O governador Wellington Dias firmou, nesta segunda (04), em reunião no Salão Nobre da Reitoria da Universidade Federal do Piauí (UFPI), compromisso do Estado para a construção do Parque Tecnológico do Piauí. Instituições de pesquisa estaduais como a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e a Fundação de Apoio à Pesquisa (Fapepi) também foram representandos no encontro que é considerado um grande passo para a implantação de um polo de tecnologia no estado.

Wellington vê a iniciativa com otimismo e afirmou abraçar a implantação do projeto. “Poder aqui trabalhar aquilo que o Piauí tem grande potencial: o agronegócio, a área da saúde, vinculado ao estudo do câncer, o fármaco, a área da tecnologia, das energias renováveis, eólica, solar, biomassa e outras alternativas. Eu creio que teremos grandes resultados”, pontuou Dias.

A exemplo de outros parques como Metrópole Digital (RN), Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP) e Alfa (SC), o Piauí deverá, no próximos anos, possuir um parque de tecnologia próprio que centralize as principais e mais avançadas pesquisas de assuntos que fomentem o desenvolvimento local de suas potencialidades, gerando novas tecnologias e criando novas empresas e startups por meio de incubadoras, algumas já em funcionamento.

"A iniciativa que ousa lançar o Piauí na rota dos estados com parque tecnológico é fruto de uma série de visitas a parques de tecnologia nacionais. Fomos de Norte a Sul trazer essa experiência para a gente”, relembra o superintendente da Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino e Extensão da UFPI (Fadex), Lívio César.

O parque deverá ser construída na área do campus da UFPI em Teresina, próximo ao laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na universidade. A fundação é uma instituição de pesquisa e desenvolvimento em ciências biológicas com sede no Rio de Janeiro. É considerada uma das principais instituições mundiais de pesquisa em saúde pública.

Além da Uespi e da Fapepi, a participação do Estado no Parque Tecnológico se dá também por meio da atuação da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR) e da Agência de Tecnologia da Informação (ATI). “Nos colocamos para ser não só um parceiro como também um investidor. Nós temos um fundo de investimentos e a ideia é canalizar para acontecer o Parque Tecnológico do Piauí”, garantiu Dias.

 

Falapiaui

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos