15/Dec/2018
Sábado - 15 de Dezembro de 2018
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Política

Depois de críticas de Assis, Severo diz que decisão é do governador

Por: Roberto - 13/03/2018

e18c6778da22755751f0b57970a9b2cb.jpg

Repercute entre os partidos da base aliada do governador Wellington Dias (PT), as últimas declarações dadas pelo presidente do PT, deputado Assis Carvalho. O petista afirmou que as siglas  tentam passar para o governador a responsabilidade sobre a formação da chapa proporcional. Ele chegou a dizer que “partido de respeito não faz isso”.

O líder do MDB na Assembleia, deputado Severo Eulálio,  respondeu às declarações de Assis e afirma que cabe tanto ao governador quanto as legendas tomar a decisão. “O governador é o grande condutor desse processo. Isso passa pelo Wellington Dias e os partidos. É um tema que precisa ser debatido e com muita tranquilidade. É preciso ter uma conversa. Isso tudo passa pelas mãos do governador do Estado. Ele é quem conduz o processo eleitoral”, declarou. 

Severo criticou o desejo de alguns partidos de seguirem sozinhos. É o caso do Partido dos Trabalhadores. “Todos devem caminhar na mesma direção. Não podemos está aqui com cada um caminhando para um lado separado. O MDB defende a coligação que seja uma chapa proporcional com todos os partidos. No entender do MDB é a chance de fazer o maior número de parlamentares e dessa forma. O MDB defende uma coligação proporcional ampla com todos os partidos”, declarou.

Sobre as críticas de líderes petistas de que os partidos que defendem o “chapão”, não possuem condições de montar chapa pura, Severo diz que o MDB segue a legislação vigente. “Faz parte do jogo político. As coligações são permitidas. Temos que jogar com as regras que existem hoje. A regra eleitoral que é vigente no país. Vai acabar em 2020, mas se é permitido em 2018 vamos fazer”, declarou.

Lídia Brito - cidadeverde

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos