15/Dec/2018
Sábado - 15 de Dezembro de 2018
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Seis açudes monitorados pelo Dnocs no Piauí atingem 100% do volume de água

Por: Roberto - 12/04/2018

0dc7e43ea290ef837cfabeb807967580.jpg

As chuvas dos primeiros dez dias do mês de abril mudaram a realidade de muitos açudes no interior do Piauí. Dos 25 reservatórios administrados pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), por exemplo, seis já atingiram a capacidade máxima de armazenamento de água e estão "sangrando". 

Estão transbordando os açudes de Campo Maior, Jenipapo (São João do Piauí), Malhadinha (Dirceu Arcoverde), Nonato (Dom Inocêncio), Caldeirão e Pé de Serra. Estes dois últimos estão localizados em Piripiri, na região Norte do estado, e "sangraram" ainda em março.

Dos seis reservatórios, o de Jenipapo é o que tem a maior capacidade de armazenamento.  São 248 milhões de metros cúbicos de água. A barragem é uma das maiores do estado e banha pelo 5 municípios da região.

Segundo o engenheiro agrônomo do Dnocs, Edson Pereira, não existe nenhuma preocupação quanto ao fato dos açudes chegarem a sua capacidade máxima. "Todos estão sob controle", disse ao Cidadeverde.com.

De acordo com o engenheiro, o quadro de cheias registrado agora deveria ter acontecido ainda em março. "Essas chuvas de agora geralmente acontecem no mês de março, mas tivemos aquela estiagem grande, então, o quadro só está se confirmando em abril. Está praticamente dentro da média", disse.

Barragem de Jenipapo em São João do Piauí

Apesar do período chuvoso rigoroso, continuam em situações extremas de seca os açudes Barreiras, em Fronteiras, com 2,84%; Cajazeiras em Pio IX, com 3,64%; Fátima na cidade de Picos, totalmente sem água, e Joana em Pedro II, com 14,06% e Algodões II, em Curimatá, com 15,79%.

Cidadeverde

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos