25/Aug/2019
Domingo - 25 de Agosto de 2019
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Menino aprende com o pai a construir brinquedos a partir de material reciclado no Piauí

Por: Roberto - 12/08/2019

PPN-IMG-a7910e4112a96f555b38.jpg

No caminho de casa, há cerca de cinco anos atrás, uma velha cadeira abandonada chamou a atenção do pedreiro e metalúrgico João Genivaldo de Sousa, morador do povoado São Bento, a 25 km da cidade de Pio IX. “Eu pensei que aquilo poderia virar alguma coisa”, lembra. Ele levou a cadeira para casa e começou a construção de um carrinho para o filho Samuel.

Genivaldo começou o trabalho quando Samuel tinha apenas dois anos. O tempo passou e o garoto cresceu junto com o carrinho. Hoje com oito anos, o menino pedala no veículo que ajudou o pai a construir. O carrinho ganhou pedais, amortecedores, um volante, uma capota e até luzes dianteiras e traseiras. “Ele que fazia as instalações das luzes. Eu apenas ensinava como ligava”, lembra Genivaldo.

Pai constrói carrinho para o filho utilizando material reciclado em Pio IX - Piauí

Pai constrói carrinho para o filho utilizando material reciclado em Pio IX - Piauí

A construção do carro despertou no garoto o talento para a fabricação de brinquedos. Samuel já conseguiu criar carrinhos, aviões e motocicletas utilizando apenas papelão e cola. “Ele aprendeu sozinho. Samuel é como eu, cheio de invenções”, conta orgulhoso o pai.

O garoto aprendeu a fazer os brinquedos através da intuição e da observação do trabalho do pai. “Ele aprendeu sozinho, com a criatividade dele. Ele pega as ferramentas dele e vai fazendo. Acho que ele observa também eu trabalhando, mas faz mais sozinho”, disse Genivaldo.

Com intuição e observando o trabalho do pai, o piauiense Samuel consegue construir brinquedos — Foto: Genivaldo de Sousa/Arquivo Pessoal

Com intuição e observando o trabalho do pai, o piauiense Samuel consegue construir brinquedos — Foto: Genivaldo de Sousa/Arquivo Pessoal

A paixão pela construção de brinquedos foi o laço que uniu pai e filho. “Como eu passo muito tempo diariamente trabalhando, essa foi a melhor forma que encontrei para me aproximar dele”, disse.

Brinquedo construído pelo Samuel, de oito anos — Foto: Genivaldo de Sousa/Arquivo Pessoal

Brinquedo construído pelo Samuel, de oito anos — Foto: Genivaldo de Sousa/Arquivo Pessoal

 

G1

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos