11/Nov/2019
Segunda-Feira - 11 de Novembro de 2019
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Habitar Servidor vai priorizar militares que não têm moradia, diz Fábio Abreu

Por: Roberto - 06/11/2019

PPN-IMG-e390e1016b59177adc41.jpg

O edital do Programa Habitar Servidor lançado na última terça-feira (04) pelo governador Wellington Dias vai priorizar os policiais militares que ainda não possuem moradia. De acordo com o projeto, que será executado pela Superintendência  de Parcerias e Concessões (Suparc) em parceria com  a Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH-PI) e a Caixa Econômica Federal, serão construídos 500 apartamentos em um terreno localizado próximo a Avenida Presidente Kennedy, na zona leste de Teresina. 

Segundo o secretário estadual de Segurança Pública, Capitão Fábio Abreu, o empreendimento denominado “Tiradentes” é resultado de um acordo da Polícia Militar com o Governo do Estado. “A PM doou um terreno onde funcionava o Clube dos Oficiais situado também na zona leste para uma obra da Secretaria de Saúde. Em troca nós reivindicamos esse projeto que beneficia a categoria”, disse. 

A contemplação dos beneficiados vai utilizar como base um cadastro já realizado pela Polícia Militar. As outras exigências são renda de no mínimo R$ 3 mil e não ter nome negativado nos sistemas de proteção de crédito. “Se todas as vagas não forem preenchidas pelos PM’s podemos abrir as inscrições para policiais civis ou servidores da Se

cretaria de Segurança”, acrescentou Fábio. 

As obras estão previstas para iniciarem em maio do próximo ano, já a conclusão deve ocorrer no ano de 2021. Os imóveis vão custar entre R$ 115 mil e R$ 195 mil e esse valor poderá ser financiado pela Caixa Econômica Federal no prazo de 30 anos com taxas de juros abaixo do valor de mercado. 

O secretário aproveitou a oportunidade para fazer um balanço das ações da gestão em favor dos policiais militares nos últimos anos. “Desde que assumimos que priorizamos o bem estar e as condições de trabalho dos agentes de segurança. Na PM, por exemplo, aumentamos o valor da folga em mais 80% , o ticket alimentação que era de R$ 175,00 passou para R$ 330,00 e hoje podemos dizer que desde que assumimos conseguimos promover quase 90% da tropa”, complementou Fábio Abreu informando que já há outro projeto em andamento para a construção de moradias na zona sudeste de Teresina.

 

Fonte: AsCom

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos