01/Jun/2020
Segunda-Feira - 01 de Junho de 2020
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Justiça

Piauí: mantida cassação de prefeito e vice por compra de voto e abuso de poder

Por: Roberto - 17/03/2020

PPN-IMG-aa93de66cf4b9318edd3.jpg

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) no Acórdão nº 060036194 em consonância com o parecer do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) negou provimento ao recurso do prefeito de Aroeira do Itaim (PI), Wesley Gonçalves de Deus e manteve a sentença que aplicou ao Prefeito e Vice-prefeito do Município de Aroeira do Itaim-PI, Edilson Teixeira, nos moldes do art. 41-A, da Lei 9.504/96, com pena de multa de 30 mil Ufir, para cada um (dez mil Ufir para cada voto comprado), e também a cassação dos respectivos diplomas da Prefeito e Vice-prefeito do Município de Aroeira do Itaim(PI).

Prefeito Wesley Gonçalves de Deus e o vice Edilson Teixeira

Prefeito Wesley Gonçalves de Deus e o vice Edilson Teixeira     Foto: Gelimar Moura

A ação de investigação judicial eleitoral foi ajuizada pela Coligação “Unidos para o bem do povo” e após apresentação de Recurso Eleitoral pelos investigados, houve parecer da  Procuradoria Regional Eleitoral no Piauí, através do procurador regional eleitoral, Leonardo Carvalho de Oliveira, que manifestou-se pelo conhecimento e desprovimento do recurso. Como especificado no voto do relator juiz federal Daniel Santos Rocha, a ação se baseia em dois fatos: captação ilícita de sufrágio (compra de voto) e abuso de poder. O primeiro diz respeito à compra dos votos de duas eleitoras, que teriam recebido R$ 300,00 e R$ 200,00 cada, do candidato Edilson em troca de votos. O segundo fato diz respeito a entrega de R$ 3.000,00 de pessoa ligada ao prefeito, que havia sido entregue a eleitor por  compra do seu voto e de sua esposa, fato confirmado por testemunha em juízo. Ainda cabe Embargos de Declaração e Recurso para o TSE. Confira a íntegra aqui

 

Fonte: MPF-PI

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos