24/Sep/2020
Quarta-Feira - 23 de Setembro de 2020
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Falece aos 64 anos, o ex-prefeito de Belém do Piauí, Jurdan Gomes

Por: Roberto - 09/09/2020

PPN-IMG-51f0dd15f190fc0eb9a4.jpg

Os municípios de Belém do Piauí e Fronteiras, perderam um cidadão ilustre. Faleceu na manhã desta quarta-feira, 09 de setembro, Antônio Gomes de Sousa, mais conhecido como Jurdan Gomes.

Jurdan, que sofria de problemas no coração, se sentiu mal na semana passada, e foi levado para Teresina, onde estava internado no Hospital São Paulo, desde o domingo (06).

Segundo informações de um familiar, Jurdan, que estava residindo atualmente em Belém do Piauí, realizou exames nesta manhã sem apresentar complicações, mas depois terminou sofrendo uma parada cardíaca, vindo a óbito.

Nascido em Fronteiras, em 09 de outubro de 1955, filho de Antônio Gomes e de Higina Rodrigues Gomes, Jurdan parte aos 64 anos de idade, deixando a esposa, Josefa Dias e sete filhos.

Ele parte deixando também um grande legado. Jurdan era ex-prefeito do município de Belém do Piauí, tendo sido responsável pela emancipação da cidade. Ele foi eleito em 1997 e em 2000 foi reconduzido ao posto, onde permaneceu até 2004.

O ex gestor não fez história somente na política. Ele era também cantor, compositor, poeta, radialista e escritor. A letra do Hino Oficial do Município de Padre Marcos foi escrita pelo artista. Ele também era membro da Academia de Letras da Região de Picos (ALERP), desde fevereiro de 2004.

Por sua marcante atuação, Jurdan era bastante conhecido e querido na região. Nas redes sociais, diversas pessoas manifestaram pesar pelo seu falecimento e divulgaram mensagens de apoio a família.

 

A família ainda não divulgou detalhes sobre o sepultamento de Jurdan.

Veja a biografia de Jurdan:

Biografia (FONTE: ALERP)

Nascido em Fronteiras (PI) em 09 de Outubro de 1954, sendo filho de Antônio Gomes e de Higina Rodrigues Gomes, Antônio Gomes de Sousa entrou para ALERP no dia 07 de fevereiro de 2004. Jurdan costuma dizer que Deus colocou um saquitel abarrotado de poesias, pois desde criança que esta aspiração para inspirar vive com ele.

Estudou nos Colégios Benjamin Batista, Escola N. S. de Fátima em Fronteiras (PI) e no Centro Educacional 29 de junho em Campos Sales (CE) tendo concluído o científico.

No corre- corre desta vida a poesia tem sido fundamental em todo o seu viver, levado por ela se profissionalizou como radialista, escritor, poeta, cantor e compositor. Também é político.

Trabalhou na rádio Cidade Campos Sales (CE), foi um dos fundadores da rádio Boa Esperança, Padre Marcos (PI) e também da rádio Vale do Coroatá, Elesbão Veloso (PI). Já trabalhou em Jaicós na rádio Canta Galo.

Também foi apresentador de televisão na TV EDUCATIVA-PI, oportunidade em que apresentou o programa Oitão da Casa Grande.

Jurdan, como é conhecido popularmente, iniciou sua produção musical em 1980 com um compacto duplo. Foi a música “A Volta do Jerico” que o projetou no cenário artístico. Volta a lançar em 2000 a lançar outro CD “Afogados no Desespero” e em 2002 é a vez do CD “É Difícil Ser Perfeito”, ambos com tiragem de 2000 CDs. Além disso gravou um CD documentário com Patativa do Assaré. Pronto para ser lançado tem ainda o CD “Fome Zero”. Foram lançados também 04 CDs de poesias e documentário, sendo: Cartas Versadas (2002), Tributo a Fronteiras (2003), As Coisas da Minha Terra e História do Meu Sertão, ambos de 2004.

Jurdan tem mais de 500 poesias, distribuídas em 8 livros: Espinho na Garganta (1983), Idioma de Caboclo (1984) publicados em Fronteiras. Nas Margens do Coroatá (1990), O Morto Vivo (1991) publicados em Elesbão Veloso, Pausada dos Marmeleiros (1998), Fronteiras Ontem (2003) e o Cantador do Sertão (2003). Encontra-se em fase de conclusão os livros. O Sertão que eu canto e “Só para Cabra sem Vergonha” poesias e de sentido duplo.

Jurdan é membro da ALERP, ocupando a cadeira de nº 23, cujo patrono é Absolon de Deus Nunes. Foi empossado em 07 de Fevereiro de 2004.

Fonte: cidadesnanet

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos