24/Sep/2020
Quarta-Feira - 23 de Setembro de 2020
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

SANTO ANTÔNIO DE LISBOA: Médica brasileira que integrava OMS morre vítima de câncer na Suiça

Por: Roberto - 15/09/2020

PPN-IMG-061ff892e1f5c22d7ccd.jpg

Faleceu nesta terça-feira, 15 de setembro, a médica Islene Araújo de Carvalho. Ela integra a equipe de médicos da Organização Mundial da Saúde e lutava contra um câncer no intestino. Dra. Islene morreu aos 53 anos em Genebra, na Suiça.

Dra. Islene tem descendentes, familiares, na cidade de Santo Antônio de Lisboa, cidade situada na Região Centro-Sul do Piauí. Era filha de Raimundo Antônio de Carvalho, filho de Santo Antônio de Lisboa, mas que reside em Recife, capital do Pernambuco, há vários anos.

Islene Carvalho estudou na Universidade Federal do Pernambuco e seguiu carreira onde cursou Doutorado na Holanda. Depois viajou para Suiça onde casou com um espanhol.

“Dra. Islene era uma pessoa missionária. Ela esteve na República do Congo e também no Qatar em missão. Era uma defensora das causas sociais, muito preocupada com Meio Ambiente e com o destino político do Brasil. Uma pessoa engajada”, disse uma colega.

A família de Islene é natural de Santo Antônio de Lisboa e foi morar em Recife onde fixou residência e empreendeu no ramo de vendas de materiais hospitalares e também postos de combustíveis.

“Ela escolheu uma opção de vida simples e humilde. Estudou muito e se colocou a serviço do próximo, dos mais necessitados. Era uma pessoa muito bem aventurada”, completou a colega.

O amigo, poeta, escritor e ativista cultural, Theó Carvalho, escreveu um texto em homenagem a Islene.

“Deixo meu peito e meu preito de saudade e consternação pela saída de Islene Araujo de Carvalho, desse universo para engrandecer outro universo. Médica residente em Genebra, Suíça, que se doava às causas dos mais necessitados principalmente no continente africano. Amante da Bossa Nova de Baden Powell à MPB de Milton Nascimento etc… Culta e simples como a humanidade deveria ser. Acho que foi das poucas pessoas que um dia fez comentários sobre minhas poesias e até me chamou de “bom poeta “. Fico com a expressão mais contundente que tinha: de amar as pessoas e cuidar da biodiversidade… Vá em paz e com a certeza que contribuiu e deixou muito de si, nesse chão que há de ter o cuidado de ti guardar, assim como teve o cuidado de pisar sobre ele sem machuca-lo. ADEUS, amiga.Das grandes pessoas que orgulha seus familiares e nossa cidade, apesar de nascer em Recife e morar na Suiça. Sua dignidade de amor a profissão e às pessoas é algo mais que de um ser humano cuja fronteira era não ter fronteiras”Theó Carvalho.

Médica da Organização Mundial da Saúde, Dra. Islene Carvalho passou por diversos países como Holanda, República do Congo, Inglaterra, países do Continente Africano e Europeu.

cidadesnanet

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos