18/Sep/2020
Sexta-Feira - 18 de Setembro de 2020
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Para não ser expulso do partido após 'rebeldia', prefeito de Picos pede desfiliação do PT

Por: Roberto - 16/09/2020

PPN-IMG-7c6127ebc6c3697925d2.jpg

Para evitar o vexame de ser expulso do Partido dos Trabalhadores (PT) acusado de infidelidade partidária, o prefeito de Picos, Padre Walmir, resolveu pedir o seu desligamento da sigla. O pedido de desfiliação foi entregue ao presidente do Diretório Municipal do PT de Picos, vereador Wellington Dantas. As informações são do Web Piauí.

Padre Walmir estava filiado na agremiação politica desde 2012 quando disputou a eleições municipais como vice-prefeito na chapa vitoriosa encabeçada pelo ex-prefeito Kleber Eulálio.

Mesmo membro do PT, Walmir nunca teve proximidade com a sigla, não participava da vida partidária e nem tão pouco das decisões internas da sigla. Ele só frequentava as reuniões durante os processos eleitorais quando precisava do apoio da militância petista.

Nos últimos anos, Walmir mesmo sendo do PT, buscou fortalecer outras siglas em detrimento do seu próprio partido, inclusive deixando de apoiar os candidatos petistas nas eleições de 2018, e quando a legenda e o grupo aliado decidiram que o nome ideal e competitivo para disputar a prefeitura de Picos era o do empresário Araujinho, o gestor começou a perseguir os companheiros, inclusive com demissões.

A situação ficou insustentável quando o prefeito unilateralmente rompeu com a pré-candidatura de Araujinho (PT) e demitiu todos os servidores municipais que mantiveram apoio ao pré-candidato petista.

Na véspera da abertura de um processo disciplinar dentro do PT para apurar o comportamento infiel e descabido, o gestor foi recomendado pela direção a deixar a sigla como forma de evitar mais desgastes.

 

180graus

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos