20/Oct/2020
Terça-Feira - 20 de Outubro de 2020
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Mais de 460 mil lares têm dificuldades no acesso de alimentos no Piauí

Por: Roberto - 18/09/2020

PPN-IMG-a430fac494e196aaa59e.jpg

Uma pesquisa divulgada pelo instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio do Suplemento de Segurança Alimentar da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018, apontou que 46% dos lares do Piauí, cerca de 468 mil residências, enfrentam dificuldades para obter alimentos, onde moram aproximadamente 1,5 milhões de pessoas.

Com base na pesquisa, cerca de 294 mil residências no Piauí, 28,9%, que representa 986 mil pessoas, passam por dificuldades alimentares leve, ou seja, há preocupação ou incerteza em relação ao acesso a alimento no futuro e a quantidade de produtos comprados é inadequada em razão de estratégias que visam não comprometer a quantidade disponível.

A pesquisa apontou que 112 mil domicílios, 11% dos lares do estado, que representa 386 mil pessoas, estão em situação de insegurança alimentar moderada, em que a redução quantitativa dos alimentos entre os adultos e/ou ruptura nos padrões de alimentação resultante da falta de alimentos entre os adultos. Há 386 mil pessoas nessa situação no estado.

Segundo o levantamento realizado pelo IBGE, 6,1% dos lares piauienses, que corresponde 62 mil casas onde moram 193 mil pessoas, possui maior dificuldade para adquirirem alimentos, e enfrentam situação de insegurança alimentar grave, quando ocorre restrição quantitativa de alimentos entre todos os moradores, incluindo crianças, podendo chegar à situação de fome.

Conforme a pesquisa, 54% dos domicílios, cerca de 550 mil lares onde moram 1,6 milhões de pessoas, estão em situação de segurança alimentar, quando os moradores consideram ter pleno acesso aos alimentos em quantidade e qualidade suficientes.

No Piauí, o percentual de domicílios em algum nível de insegurança alimentar é de 46%, percentual superior ao verificado no Brasil, que é de 36,7%. O estado possui a 12ª maior proporção do país, no entanto, o Piauí possui a segunda menor proporção de insegurança alimentar da região Nordeste, atrás apenas da Bahia (45,3%).

De acordo com a pesquisa, a região com maior percentual de domicílios em situação de insegurança alimentar é a Norte (57%), seguida pelo Nordeste (50,3%), Centro-Oeste (35,2%), Sudeste (31,2%) e Sul (20,7%). Porém o estado com maior proporção está no Nordeste: o Maranhão, onde 66,2% dos lares enfrentam algum grau de insegurança alimentar. A menor proporção é de Santa Catarina, apenas 13,1%.

Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), aponta que os moradores de apenas 44,4% dos lares piauienses estavam em situação de segurança alimentar em 2013. Isso significa que, nesses domicílios, havia pleno acesso a alimentos em quantidade e qualidade suficientes. O valor alcançou mais da metade das residências (54%) segundo a POF 2017-2018. Até 2013, o IBGE investigava a situação de segurança alimentar por meio da PNAD.

FONTE: Viagora

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos