20/Jan/2021
Quarta-Feira - 20 de Janeiro de 2021
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Municípios

Massapê do Piauí é contemplado com o 'Projeto Municípios Prato Cheio para o Desenvolvimento' e vai beneficiar 300 famílias

Por: Roberto - 02/12/2020

PPN-IMG-b6f941ff239ffb8befc9.jpg

Massapê do Piauí é um dos 65 municípios do estado contemplados com o "Projeto Municípios Prato Cheio para o Desenvolvimento". O projeto beneficia famílias carentes com cestas básicas.

O Projeto Municípios Prato Cheio para o Desenvolvimento, é uma  iniciativa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e a Associação dos Membros de Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) com o apoio do Sebrae Nacional e da Associação Nacional dos Membros dos do Ministério Público (Conamp), para  assistir famílias de baixa renda nas localidades mais pobres do país.

Diante dos impactos sociais causados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), e da necessidade de mais ações humanitárias, o objetivo da iniciativa é levar alimentos e itens essenciais de higiene a famílias mais carentes de pequenos municípios.

O projeto  tem como público-alvo os municípios com menos de 50 mil habitantes e IDH baixo que se caracterizam como os mais vulneráveis do País, e que tem maior dificuldade de acesso a políticas sociais.

No Piauí, o projeto Prato Cheio beneficiou 23.575 famílias, até o momento. Em todo o país, mais de R$ 10 milhões já foram arrecadados e 200.450 famílias foram contempladas, bem como mais de 350 pequenos negócios.

Segundo a secretária de Assistência  Social, Paula Fernanda Coutinho, o município de Massapê do Piaui foi contemplado na 2ª fase do projeto, e  vai beneficiar 300 famílias. Ainda segundo ela, a primeira etapa  já foi concluída, que é seleção das famílias e a inserção das mesmas no sistema.

O Conselho Municipal de Assistência Social é o responsável por conduzir todo processo de identificação das famílias em maior vulnerabilidade social, onde as quais  foram selecionadas, por meio dos programas sociais  e projetos existentes no município, que assiste as pessoas  mais necessitadas, além  de relatórios de a gentes de saúde, identificando  assim quais as famílias mais carentes.

A presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Conceição Carvalho,  explicou que a entidade ficou  responsável por  selecionar as famílias que  estão em maior vulnerabilidade social para participar do projeto, que visa  contempla-las com itens de higiene e produtos alimentícios.  "O papel do Conselho foi organizar os programas e projetos  do município para identificar quais as famílias mais carentes, onde reunimos uma lista dessas pessoas, inserimos no sistema e  estamos aguardando o resultado", informou.

As famílias beneficiadas não recebem dinheiro. Os comércios locais são os parceiros responsáveis pela compra dos produtos, onde eles recebem cartões  Alelo, gerados pelo Banco do Brasil. Vale ressaltar que as compras só podem ser realizadas no comércio do município, visando movimentar a economia local.

 

Fonte: Ascom

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos