28/Sep/2021
Terça-Feira - 28 de Setembro de 2021
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Saúde

Com valorização da imagem, cresce procura por tratamento odontológico no PI

Por: Roberto - 13/09/2021

PPN-IMG-e3c86b7f7173b206d2c6.jpg

Temas dos mais relevantes, a saúde bucal não pode ser deixada de lado. A procura por profissional de odontologia deve ser regular e de forma preventiva, como diz a odontóloga Fabíola Serra, que atua em Teresina com a missão de acolher e encantar o paciente.

Fabíola Serra garante que a melhor e mais eficiente forma de atendimento é a prevenção. No entanto, infelizmente, o tratamento preventivo não é a realidade da população brasileira no quesito saúde bucal, que ainda apresenta dados alarmantes de doenças como a cárie dentária e infecções nas gengivas.

Mas há um fator importante no mercado, que é a crescente busca por serviços de estética, como clareamento, implantes, lentes de contato dental, alinhadores, dentre outros. "Esse é, com certeza, um mercado promissor aos profissionais da odontologia", diz a doutora Fabíola Serra.

Teresina, segundo Fabíola Serra, é referência na área da odontologia. "Muitas cidades do nosso entorno tanto no Piauí quanto no Maranhão buscam seus tratamentos em nossa cidade", diz, enfatizando que a pandemia, inicialmente, trouxe muitas limitações.

"Tivemos que buscar muitas informações em tempo recorde para reabrir nosso serviço. Principalmente pelo fato do dentista trabalhar com aerossóis, que rapidamente disseminam o vírus. Para controlar isto, refizemos vários dos nossos processos e protocolos de biossegurança, buscando o controle do ambiente clínico ao mesmo tempo em que promovíamos alívio aos clientes que nos procuravam", explica, enfatizando que os processos mais rígidos foram gradativamente sendo revistos à medida em que a população foi sendo vacinado.

"Atualmente, ainda mantemos todos os protocolos quanto ao controle da disseminação do coronavírus com uso de máscara, álcool 70 e controle do distanciamento social", diz.

Doutora Fabíola Serra (Divulgação)Doutora Fabíola Serra (Divulgação)Valorização da imagem A odontóloga Helen Daniel diz que a procura por tratamento aumentou e uma das razões para essa alta na demanda são as mudanças de comportamento. Muitas pessoas procuram o dentista para tratamentos estéticos. Como as pessoas estão mais presentes nas redes sociais, fazendo e publicando mais fotos. Então, segundo Helen Daniel, há maior valorização da imagem e isso tem aumentado a procura por dentistas. Por conta disso, houve crescimento de demanda e mercado.

A profissional também diz que com a pandemia, por conta do estresse e ansiedade, aumentou o problema de Disfunção da articulação temporomandibular (ATM), mais conhecido por bruxismo que pode provocar dores, desgaste e quebra de dentes.

Helen diz que a pandemia foi difícil para todos os segmentos de mercado e afetou o setor de odontologia. Algumas clínicas abriram e até cresceram, outras foram fechadas. Mas com a retomada de atividades, tudo está voltando. Com relação aos cuidados, Helen Daniel diz que nos consultórios e clínicas de odontologia, os cuidados e protocolos de higiene já eram observados, como a higienização das mãos, os óculos de proteção, o jaleco e a esterelização de equipamentos. "Sempre nos protegemos, colocamos mais um jaleco, abrimos janelas, compramos aparelhos de higienização, atendimento espassado", diz, enfatizando que os cuidados já eram rotina no consultório.

Odontóloga Helen Daniel (Divulgação)Odontóloga Helen Daniel (Divulgação)

Mercado competitivo e descentralizado

Formado em Odontologia há 15 anos, Gustavo Véras passou 10 anos na rede pública e diz que infelizmente prevalece no Brasil a cultura curativa. Mas aos poucos, a realidade está mudando, com aumento da procura por tratamentos estéticos.

Há maior procura por restauração estética com o boom das redes sociais e ele destaca ainda a novíssima especialidade que é a harmonização orofacial, que está crescendo muito na cidade.

Gustavo diz que o Brasil é o país do mundo com mais dentistas per capita, com muitas faculdades, universidades, franquias. "O mercado é competitivo, que exige profissional diferenciado", diz, enfatizando que está ocorrendo uma descentralização. "O profissional começa a ver a possibilidade de ganho maior em cidades de pequeno e médio porte", comenta.

Odontólogo Gustavo Véras (Divulgação)Odontólogo Gustavo Véras (Divulgação)

Para Gustavo Véras, os profissionais de odontologia já tinham todos os cuidados, como proteção visual, luvas e o face shield foi acrescido, junto com álcool gel para pacientes.

meionorte

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos