18/Oct/2021
Segunda-Feira - 18 de Outubro de 2021
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Justiça

Justiça decreta prisão do estudante suspeito de estuprar irmãs e primas

Por: Roberto - 12/10/2021

PPN-IMG-b58e764f7ac5ae072b44.jpg

O juiz Valdemar Ferreira Lima, da Central de Inquéritos de Teresina, decretou a prisão preventiva do acusado Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira na última quinta-feira, 07 de outubro. O suspeito é apontado como o autor dos abusos contra quatro crianças da sua família, em Teresina, sendo a vítima mais nova, a própria irmã do acusado, de apenas três anos.

De acordo com informações, por conta da decretação da prisão, Marcos Vitor é considerado oficialmente foragido da Justiça já que até o momento, a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), já tentou cumprir o mandado de prisão, mas ele não foi encontrado e seu paradeiro é desconhecido. 

A Polícia Civil do Piauí pede agora ajuda para a população de todo o Brasil - ou no exterior - para dar informações sobre o paradeiro do estudante de medicina. Quem tiver informações deve ligar para o número (86) 3216-5225 ou por meio deste link.

Em entrevista ao meionorte.com, a advogada Priscila Karine, irmã da madrasta de Marcos Vitor, que teve sua filha de apenas 13 anos como uma das vítimas do acusado, informou que a família espera por ajuda da população. "O advogado dele até ontem dizia que ele estava em Teresina, mas não confiamos nele e não estamos em contato direto. Esperamos que a sociedade ajude, que quem tenha visto ele saindo da cidade, ou viajando, que informe a polícia ou a gente. Nossa família espera apenas que ele seja encontrado e pague na cadeia por tudo que fez", declarou.

Polícia Civil do Piauí pede ajuda da população para dar informações sobre o paradeiro de Marcos Vitor - Foto: Reprodução

Polícia Civil do Piauí pede ajuda da população para dar informações sobre o paradeiro de Marcos Vitor - Foto: Reprodução

DEPOIMENTO DA IRMÃ DE TRÊS ANOS

Uma menina, com um laço de fita rosa gigante nos cabelos e um coelhinho de pelúcia nas mãos, fala inquieta sobre o que mais gosta na vida. Rodando para um lado e para o outro, numa cadeira giratória, ela conta que adora brincar de esconde-esconde, pega-pega. No fundo da sala, tem uma boneca de pano da Emília sobre uma mesa. 

A criança, perguntada, diz que mora com a mãe, o pai e o "maninho". O "maninho", o estudante de medicina Marcos Vitor Dantas Aguiar Pereira, de 22 anos, tocava nela. Perguntada mais uma vez, ela relata, quase brincando, que ele tocava e beijava partes de seu corpo, "aqui (na pepeca) e aqui", enumera, apontando para o tórax e para os órgãos genitais. 

A menina diz que o rapaz dava beijos no lugar que ela usa para ir ao banheiro. A cena descrita pela tia, P.C., aconteceu na Delegacia de Proteção à Criança de Teresina, no Piauí, onde uma das duas irmãs do rapaz, indiciado por abuso de vulnerável, prestou depoimento. A gravação faz parte de um vídeo que é mantido em sigilo no inquérito que investiga o estudante por abusos a quatro crianças, duas delas suas irmãs de 3 e 9 anos.

Tópicos

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos