26/Jul/2021
Segunda-Feira - 26 de Julho de 2021
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Vídeo: mulher dá surra em dono de lotérica após dinheiro de depósito sumir no Piauí

Por: Roberto - 24/06/2021

PPN-IMG-ac009daf1b8246484705.jpg

Ideugenia Lima, da cidade de Luzilândia, no Norte do Piauí, fez uma verdadeira revolução na região após depositar R$ 160 para a conta da sua filha e o dinheiro não chegar ao destino. Após falar com o dono da lotérica, ela não teve o problema resolvido e perdeu a paciência, indo ao estabelecimento e deu uma 'taca' no homem com uma borracha da câmara de ar de pneu de bicicleta.

Ao 180, ela afirmou que estranhou o fato do dinheiro não cair na conta da filha. Ela procurou o dono na loteria Talismã, identificado como Chico Nicoalu, o caso envolveu outros funcionários da Caixa, tanto no Piauí, como até em Brasília, mas não foi inicialmente resolvido.

Segundo ela, o dono da casa lotérica ficou enrolando, mas ela descobriu, através de um gerente da Caixa, que o dinheiro havia sido depositado na loteria, mas que cinco minutos depois este depósito foi cancelado por eles.

Munida com todas as provas, Ideugenia foi na lotérica com a borracha de pneu disposta a resolver a situação. O dono não estava, mas ela fez questão de escancarar o caso para quem estava presente. Antes disso, ela passou no Grupamento da Polícia Militar para contar o que iria fazer. 

Quando o dono chegou, foi surpreendido pela mulher. "Ele ainda pegou quatro lapadas com a borracha e ele saiu correndo atrás dos policiais. Eu disse: Chico Nocolau, tu vai apanhar porque tu é vagabundo, tu é ladrão. Mas não ficou hematoma, não ficou nada. Eu devia ter levado era um pau e não ter avisado a polícia".

Assista:

Com a presença da polícia, a situação foi controlada e ficou combinado um acordo. Dias depois ela foi informada que o dinheiro havia sido depositado na conta da filha, cinco dias após a transação.

A mulher conta que não é a primeira vez que isso acontece na cidade e que há muito tempo, quando ela dependia do Bolsa Família, o dono da lotérica cobrança um taxa dos beneficiários para desbloquear o cartão.

A mulher informa que tentou fazer o registro do boletim de ocorrência na delegacia da cidade, mas que ela atende em horário limitado. Também procurou o Ministério Público, mas estava fechado.

Nas redes sociais, o vídeo do seu desabafo ganhou muita repercussão:

O 180 não conseguiu o contato de Chico Nicolau, mas o espaço está aberto caso ele queira se manifestar.

 

180graus

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos