25/May/2022
Terça-Feira - 24 de Maio de 2022
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Orçamento Secreto: Iracema não revela para quais municípios indicou os quase R$ 29 milhões

Por: Roberto - 13/05/2022

PPN-IMG-078b7d74ff14ef1fa58f.jpg

A deputada federal Iracema Portella (PP) indicou R$ 28.866.192,51 em emendas do “Orçamento Secreto”, somando-se os anos de 2020 e 2021. A atual pré-candidata a vice-governadora na chapa encabeçada por Sílvio Mendes (União Brasil), teve o 3º maior volume de “recursos extras” dentre os deputados federais que participaram do esquema.

As informações são da própria deputada e constam nos documentos enviados pelo Congresso Nacional para o Supremo Tribunal Federal na última semana e tornados públicos na última segunda-feira (09).

De acordo com o Política Dinâmica, o orçamento secreto esteve funcionando nos anos de 2020 e 2021. Iracema indicou praticamente a mesma quantidade nas duas oportunidades: R$ 14.208.317,25 em 2020 e R$ 14.657.875,26 em 2021.

Nos documentos que foram enviados ao STF, a deputada Iracema Portella não especificou quais municípios do Piauí foram beneficiados com os recursos. Nem apontou quais valores já haviam sido pagos ou não.

Do total de R$ 28.866.192,51, segundo documento enviado pela própria, foram pelo menos R$ 10.128.468,00 (mais de um terço de tudo) empregados em estradas vicinais, o que não é crime, mas certamente não parece ser o melhor uso de recursos federais. Dá até pra desconfiar.

A maior parte dos recursos chegaram ao Piauí por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (para as tais estradas vicinais, inclusive!) e do Ministério do Desenvolvimento Regional, ao qual a subordinada a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba).

180graus

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos