12/Aug/2022
Quinta-Feira - 11 de Agosto de 2022
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Geral

Cartão do Auxílio Brasil começa a ser entregue; veja quem receberá

Por: Roberto - 05/07/2022

PPN-IMG-5dd4d9ca18d9097d30ee.jpg

O novo cartão do Auxílio Brasil começou a ser entregue aos beneficiários de todo o país no final do mês de junho, segundo o Ministério da Cidadania. Ao todo, foram emitidos 3,2 milhões de cartões com chip, que estão sendo distribuídos gradualmente aos beneficiários.

O cidadão poderá usá-lo para fazer compras em débito automático e sacar parte ou todo o benefício na Caixa e em bancos 24h. A substituição dos antigos cartões do Bolsa Família –que ainda são válidos– deve custar cerca de R$ 130 milhões. A medida faz parte de esforço do atual governo antes das eleições.

Têm prioridade no recebimento os cidadãos que ingressaram no programa Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, em dezembro de 2021. Ao todo, 6,6 milhões de famílias deverão receber o novo cartão. A intenção, no entanto, é fazer a substituição do cartão para todos.

Para acompanhar o envio, o beneficiário pode ligar para a central de atendimento da Caixa, nos telefones 4004-0104, para capitais e regiões metropolitanas, ou 0800-1040104, para as demais regiões. Também é possível saber informações nas agências do banco.

Segundo o Ministério da Cidadania, a emissão de novos cartões tem como objetivo aumentar a segurança nas transações e acabar com "a necessidade de deslocamento das famílias para canais de pagamento que, por vezes, ficam restritos às sedes dos municípios ou municípios limítrofes", para quem mora em cidades menores.

COMO SOLICITAR O CARTÃO DO AUXÍLIO BRASIL?

O novo cartão do Auxílio Brasil não precisa ser solicitado. Ele é distribuído gratuitamente a quem já está no programa. A preferência é para quem entrou em dezembro de 2021. Os demais seguem com o cartão do Bolsa Família, que pode ser usado apenas para saque do benefício. Há outras formas de receber o auxílio:

Poupança social digital

Conta-corrente

Conta especial de depósito à vista

Conta contábil, por meio da plataforma social do programa

Segundo o governo, o crédito do benefício será realizado na conta contábil apenas quando o cidadão não possuir nenhuma das outras modalidades de contas bancárias ou quando houver impedimentos técnicos para o crédito dos valores.

CIDADÃO DEVE CADASTRAR SENHA

Para cadastrar a senha do novo cartão, é necessário ligar para o Atendimento Caixa Auxílio Brasil pelo telefone 111. Os números do cartão, NIS, RG e CPF poderão ser solicitados.

Após realizar o cadastramento por telefone, é preciso ir até uma lotérica ou agência da Caixa com o RG para finalizar a operação. No local, informe que fará "Cadastramento/recadastramento".

AUXÍLIO BRASIL DE R$ 600 DEVE COMEÇAR A SER PAGO EM AGOSTO

O Auxílio Brasil de no mínimo R$ 600 deve começar a ser pago no mês de agosto, segundo a PEC (proposta de emenda à Constituição) que trata da medida. O valor maior terá cinco parcelas, somente até dezembro. Em janeiro de 2023, deve voltar para os R$ 400.

Em junho, 18,2 milhões de famílias receberam o benefício. Em julho, a Cidadania ainda não informou o total de beneficiários. A intenção é incluir os cidadãos que hoje estão na fila oficial e pagar o auxílio a 19,8 milhões a partir de agosto.

Neste mês, o pagamento do auxílio, ainda no valor de R$ 400, começará no dia 18, para quem tem NIS (Número de Identificação Social) final 1.

 

 

Final do NIS - Data de pagamento

1 - 18

2 - 19

3 - 20

4 - 21

5 - 22

6 - 25

7 - 26

8 - 27

9 - 28

0 - 29

BENEFICIÁRIOS PODERÃO RECEBER ATÉ R$ 720

Quem ganha o Auxílio Brasil e também tem direito ao Auxílio Gás -cerca de 5,7 milhões de famílias hoje- deve sacar R$ 720 em agosto, outubro e dezembro, conforme prevê a PEC. O vale-gás deve subir para R$ 120, mas ele só é liberado de dois em dois meses.

O vale pago pelo governo federal atualmente é de 50% do preço médio do botijão de gás de cozinha de 13 kg no país, nos últimos seis meses, conforme pesquisa da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O valor pago em junho foi de R$ 53.

Pela PEC o benefício seria de R$ 120, pago a cada bimestre. O custo extra da medida, implantada após projeto do deputado Carlos Zaratini (PT-SP), é de R$ 1,05 bilhão. Segundo a proposta, o valor extra terá validade de 1º de julho a 31 de dezembro de 2022.

Há ainda outras medidas previstas pela PEC, entre elas estão o auxílio-diesel para caminhoneiros, subsídio ao etanol para estados que zerarem o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e subsídio ao transporte gratuito para idosos.

meionorte

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos