18/May/2024
Sábado - 18 de Maio de 2024
(89) 9 9417-4175
(89) 9 9417-4175

Saúde

Vacinação contra gripe é antecipada no Piauí após aumento de casos

Por: Roberto - 07/03/2024

PPN-IMG-d2b6c478a3c063be0c43.jpg

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) anunciou, nesta quarta-feira (6), que a vacinação contra a gripe no Piauí será antecipada para este mês de março. A mudança se dá em razão de uma recomendação do Ministério da Saúde que apontou para um aumento de casos da circulação de vírus respiratórios no país. A estimativa, segundo a Sesapi, é imunizar 1.225.382 milhões de pessoas no estado.

A antecipação da vacinação faz parte da 26° Campanha de Vacinação contra Influenza. Segundo as informações, a partir do dia 25 de março a população piauiense poderá se deslocar para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) espalhadas pelo Piauí para que possam receber a dose do imunizante.

Vacinação contra gripe é antecipada no Piauí após aumento de casos - (Arquivo / O Dia)Arquivo / O DiaVacinação contra gripe é antecipada no Piauí após aumento de casos

A coordenadora de imunização da Sesapi, Bárbara Pinheiro, destacou a importância do Governo do Piauí antecipar a imunização contra a gripe. Para ela, a mudança irá acarretar uma maior quantidade de pessoas vacinadas contra o vírus.

A vacina previne contra os vírus que começam a circular no país a partir de abril. Por isso, a estratégia foi antecipar essa imunização. No Piauí, a Sesapi já está mobilizando os municípios para o início da campanha e, assim, alcançarmos um número maior de pessoas vacinadas

Bárbara PinheiroCoordenadora de imunização da Sesapi

Público prioritário

Toda a população piauiense está apta a receber a dose do imunizante contra o vírus da gripe. Entretanto, para manter um quadro de estabilidade e evitar uma escalada de casos do vírus, a Sesapi elencou alguns grupos prioritários que deverão tomar a vacina contra a influenza. Confira:

Crianças de 6 meses a menores de 2 anos; crianças indígenas de 6 meses a menores de 9 anos; trabalhadores da Saúde; gestantes; puérperas; professores dos ensinos básico e superior; povos indígenas; idosos com 60 anos ou mais; pessoas em situação de rua; profissionais das forças de segurança e de salvamento; profissionais das Forças Armadas; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade); pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores do transporte rodoviário coletivo (urbano e de longo curso); trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade, além de adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas (entre 12 e 21 anos).

Crianças que vão receber o imunizante pela primeira vez deverão tomar duas doses, com um intervalo de 30 dias.

“A vacina utilizada é trivalente, ou seja, apresenta três tipos de cepas de vírus em combinação, protegendo contra os principais vírus em circulação no Brasil”, destaca a superintendente de Atenção à Saúde e Municípios da Sesapi, Leila Santos.

Com edição de Nathalia Amaral.

Portalodia

Facebook
Twitter
Horóscopo
Eventos